Neve em Pirituba*

Eu perdi o terremoto. Estava na Lapa, cotando preços de DS’s e PSP’s (caraleo, preciso de uma merda dessas!) e não senti o tremor que todos comentam. O mundo continuou na mesma, créu velocidade um.

Não é a primeira vez que perco um evento que acontece com maior freqüência em outros países. Certa vez nevou em Pirituba. Não, não choveram pedras de gelo, nevou mesmo, com direito ao pessoal lá da perifa fazer a tradicional guerra de bolas de neve. Era neve, juro!

Neste dia especial para o povo de Pirituba, eu estava na estação de trem da Barra Funda, esperando a locomotiva que seguiria para Francisco Morato. Mais pobre que isso, só se eu estivesse lambendo uma tampa de iogurte, mas não estava por não ter grana para o iogurte. O fato é que estava lá, esperando o trem, quando um senhor para lá de bêbado veio puxar conversa:

– Essa porra de neve atrasando o trem é foda!
– Como? – eu sempre, mas sempre mesmo, puxo assunto com bêbados. Vai ver é corporativismo.
– A neve, atrasou o trem!
– Que neve?
– Nevou em Pirituba, Caieras… não tá sabendo?

Ia perguntar o que o amigo havia bebido, porque eu pediria três, fácil. Quando bêbado eu já peguei mulher feia, mulher horrível e até uma que não podia aparecer à luz do dia, sob pena de ser linchada. Quando bêbado eu acho que sou engraçado, inteligente, boa pinta, um cara gente fina. Mas nunca em toda minha vida bebi ao ponto de ver neve. Isso era o impossível do impossível.

Pois bem, cheguei em casa e fui contar o acontecido para a família. Achei que iriam rir comigo, mas todos afirmaram categoricamente:

– Pô, mas nevou em Pirituba!
– Como?
– Nevou em Pirituba, Caieras… não tá sabendo?

Filhos da puta, vão ao boteco e não me chamam. Falei que todo mundo estava de sacanagem comigo, que esse negócio de beber sem me chamar estava errado e que eu não ia sustentar vício de vagabundo.  Eis que ele, Willian Bonner, acompanhado da sua digníssima, Fátima Bernardes, mostram imagens da neve em Pirituba.

Pessoas faziam guerra de bolas de neve, outras tentavam em vão construir bonecos. Nas estações de trem, a imagem muito se assemelhava àquelas estações da Revolução Russa. Quase vi Severino Lênin, mestre-de-obras e agitador político, declarar que o czar estava morto e que Pirituba era do povo. Francisco Morato teve seu dia de Sibéria.

Quase peguei o ônibus para ver a neve de perto. Assim como ontem gostaria de ter dado uma balançada, só para saber qual é de ter um terremoto no país abençoado por Deus blá blá blá.

Droga, quando nós tivermos uma primeira-dama nos moldes da Carla Bruni, eu vou invadir o Planalto. Chega de perder oportunidades de ser Primeiro Mundo.

*Grande parte desse texto tem passagens fantasiosas. A verdade mesmo que choveu mais granizo que o normal. Mas que a galera fez guerra, isso é fato.

Anúncios

6 pensamentos sobre “Neve em Pirituba*

  1. Leonor disse:

    HAHAHHAHAHAHAHA
    ri muito!

    Pô, nosso snow day foi bacana, hahahahahahaha

  2. Bruno disse:

    Mas esse terremoto, pelo que eu soube, foi muito fraquinho. Quem sabe fazer terremoto decente é japonês. Os caras mandam logo uns de 20 pontos na escala Richter! Fodão.

    É igual indiano e acidente de trem. Lá é acidente mesmo, não essas frescuras como a que aconteceu em Perus há um bom tempo…

  3. lilha disse:

    Eu lembro desse dia, nevou por aqui tbm na ZONA LESTE e meu pai tirou foto. Gente, neve é caspa.

    Jura? Então minha cabeça é a Antártida?

  4. brito disse:

    sou nascido e criado em pirituba mas, sinceramente, neve eu nunca vi.
    a não ser meus fios grisalhos.

    pirituba eu te amo.
    obrigado pirituba.

    Foi lá para os lados de Francisco Morato e um pedaço de Pirituba. Nosso momento Manhattan… =P

  5. Carlos Marti disse:

    Fui morar em Pirituba com tres anos, recém levado da Espanha. Lá passei os anos mais felizes da minha vida, mudei para o Sumaré, casei e agora moro na Espanha, outra vez. Quem é vc Julio Cesar, es um talento!!!!.
    Visite A família mata, mais do que um exercício literário, um método terapéutico baseado na minha vivência pessoal:

    http://afamiliamata.es.tl/

    Abç

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: