Faca na marmita e nada na carteira*

Dentre as diversas histórias sobre Pirituba – bairro que aprendi a amar depois de muitos anos como morador da Casa Verde – uma das que eu considero mais engraçadas, mesmo com o desfecho trágico, é o crime da Tramontina.

Ok, nem é tão crime, mas eu acho o nome muito bom. Se eu fosse um daqueles investigadores do James Ellroy, eu chamaria o caso de “crime da Tramontina” com toda a pompa e circunstância. Vale dizer que Tramontina é referência à marca da arma do crime, não ao jornalista da Globo.

Tudo começou em uma calma noite de sábado. Um dos seguranças do condomínio onde eu moro voltava de um frugal jantar, perto da meia noite, quando escutou um burburinho. Por conta da profissão, foi averiguar o que acontecia e encontrou cerca de seis pessoas conversando. Nada demais, a não ser o volume em que a conversa era conduzida. Ciente do dever de zelar pela lei e pela ordem – Special Victims Unit -do Portal dos Bandeirantes, o segurança tratou de recordar aos outros envolvidos que tratava-se de meia noite, hora de crianças estarem na cama, bêbados na sarjeta e assim por diante:

– Olá, boa noite. Vocês poderiam por gentileza conversar um pouco mais baixo?
– Ah, vá tomar no cu!
– Ah, vão vocês!
– Ah, vai você!
– Ah, vão vocês!
– Ah, vai o Júlio que fica repetindo esta merda.

Diversas tomadas no cu depois, os envolvidos na celeuma resolveram partir para as vias de fato. Eu nunca entendi direito vias de fato. Sempre acho que a pessoa, quando vai às vias de fato, pára no meio da Marginal esperando que um caminhão chegue às vias de fato. Divago.

Então a cena é a seguinte: seis pessoas contra um segurança. Na verdade cinco, pois um dos participantes, conhecido deste escriba, era uma mistura de Dalai Lama com Ghandi. Em jogos de futebol épicos entre “nóis” contra “os cara”, o figura aqui citado costumava ficar no meio da quadra, durante a batalha campal, entoando cânticos. Acho que se ele visse uma arma, plantaria em um vaso e cantaria “All you need is love”, de tão pacifista que é.

Daí que o segurança, em um momento Jack Bauer, saca a Tramontina de dentro de sua marmita em, golpe certeiro, acerta o peito do Dalai Lama. Entidades internacionais e chefes de Estado nunca mais pisarão no Portal dos Bandeirantes depois de tal afronta, mas assim é a vida. Vou frisar de novo: o cara deu com uma faca Tramontina, aquela boa para cortar o bife solinha da mamãe, no peito do cara. Sério, imaginem o Gil Gomes contando essa história.

Após isso, geral se revoltou. O segurança ainda conseguiu esfaquear mais um (me pergunto, se ele tivesse uma Hanzo nas mãos, seria o “Massacre num bairro periférico” com Brandon Lee no papel principal?) antes de levar chutes, socos, pontapés e, reza a lenda, um bloco de paralelepípedo na costela. Este que vos escreve escutou informações desencontradas da história, onde porteiros acusavam os rapazes que bateram no segurança chamando-os de “delinquentes” e “filhos de uma quenga rapariga” e os rapazes diziam que o segurança “tava com sangue nos zóio pra matar mais de mil, mil grau mano”. Uma coisa é certa: devia ter mesmo sangue nos olhos, no ouvido, na boca e nariz (Racionais Mc’s cedem, sem saber, este trecho do texto).

Recentemente soube que os envolvidos no caso passam bem. Por medida de segurança, todo o staff responsável por zelar pela calma no condomínio só almoça e janta sopa. Desarmamento de Tramontinas, este blog apóia esta idéia.

* A série Pirituba tales pede alteração de nomes, datas e arcadas dentárias, por motivos de segurança.

Anúncios

3 pensamentos sobre “Faca na marmita e nada na carteira*

  1. ivym disse:

    Hahaha, muito bom! Adorei a sua definição pra “vias de fato”.
    Na verdade, vias de fato é o “partir pra cima”. ou na literatura jurídica é uma contravenção (crime de menor potencial ofensivo), consistente na violência física contra a pessoa que não deixa lesões.
    *ô advogada chata*
    Bjos!

  2. Sol disse:

    Hahahahahahahahhaha!!!! Repórter policial na alta!!!!!
    Pô, Júlio, vai lá subtituir o Datena…

  3. Gabi disse:

    Law and Order – SVU Pirituba.
    Ou CSI Pirituba?

    Sei lá, mas isso merece uma nova série AGORA. Bora mandar roteiro pro pessoal da ABC.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: