Breve história da música bretã-romana

Dentre muitas histórias não contadas acerca da época do domínio romano sobre o mundo conhecido, tem aquela dos rapazes da Galiléia, sempre reunidos tocando um som, pregando a paz, essas coisas que a juventude de Israel fazia e que os meus, os Imperadores, ficavam deveras putos da vida.

Pois bem, os moços com suas violas, baterias e sua japonesa de esquema, lá estavam na melodia.

Hey jew,
Don’t crucified
Take a sad roman
And make it better

Só que um dos romanos, o Pôncio, estava de saco cheio desse lance do “Juros power” que os meninos prafrentex est de Belém não cansavam de entoar. Era o mesmo papo de paz, amor, 10% e nada de comer bem no Pessach. Daí que ele foi ter com Tibério, aquele imperador com nome de cãozinho dos teclados:

– Na boa, tá foda véi!
– Se avexe não e conte, fio duma quenga!
– Ah, essa molecada aí do Juros power. Aquele cabeludinho lá, Jesus Lennon, puta moleque chato!
– Mata ele, oxente! Rasgue o bucho do infeliz com a pêxêra!
– Dá não, o puto sempre volta! Quando eles lançaram o Ápia road, aquilo me deixou puto!
– Óia, tô cum negócio que vai arrebentar a boca do balão, visse. Vou lançar um grupo de forró, o Caliptus.
– Mas hein?
– Ééééé, arrumei um guitarrista pórreta no Coliseu, Maximus Chimbinhus, e vô dérruba essa molecada fia duma rapariga com corno.

Pôncio, óbvio, saiu da reunião querendo mandar todos os habitantes do Largo da Batata para puta que o pariu est. “Isso é que dá, um ministro da cultura que já foi Tropicalista e um Imperador que tem como assessor o Beto Barbosa. Esta merda de império vai ruir, ruir caraleo!”, pensou. Apesar disso, ir contra as ordens do Imperador era pedir para deixar de ir atrás do trio elétrico.

O que poucos sabiam é que Pilatos era um cara prático. Quando a solução não aparecia, ele nada mais fazia do que lavar as mãos e esperar que alguém fizesse algo por ele. Pilatos, o primeiro funcionário público da história, resolveu então que ia prender Jesus Lennon e sua gangue e esperar que a solução viesse. De preferência em três vias e com firma reconhecida.

Então prendeu-se os rapazes, que durante todo o calvário atraíram multidões com um de seus inúmeros sucessos.

All we collecting
Its ten-en percent

Só que os rapazes de Liverpool e seu empresário – o renomado Deus – não contavam com a chegada de um novo nome no cenário musical judeu da época. Um guitarrista virtuoso, um ás das cordas. Caifás Richards, quase que de súbito, virou a sensação das paradas musicais da Judéia, Galiléia, Cananéia e mais lugares com éia.

Mas a alma da nova banda, apesar de musicalmente impecável, não era Richards e sim o vocalista. Bárbaro nascido na Gêrmania, Heil Jagger era uma força da natureza que, incontrolável, invadiu toda a Europa com sucessos como “Let’s take a shower together”. Até que ele chegou à Polônia.

Antes dos Shmock Stones, ou SS, a Polônia era apenas um reduto de cidadãos romanos, assim como todos os países do mundo. O que poucos sabiam é que o refrão de “Jew Jesus Flash” mudaria para sempre a história da música judaica e do mundo.

Jew Jesus flash
It’s a gas, gas, gas

Depois disso, os judeus sariam correndo, iniciando assim a primeira das inúmeras diásporas musicais do povo hebreu. Jesus Lennon foi abatido a tiros pelo fanático Judas Chapman e o mundo chorou sua morte, alçando-o ao status de divino. Quanto ao restante dos rapazes da Galiléia, estes correram o mundo ancorados em um dos maiores sucesso de sua carreira: a canção “Help”.

Anúncios

Um pensamento sobre “Breve história da música bretã-romana

  1. samara disse:

    eu quero essesite porque é urjente preciso muito para levar para a escola amanha

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: