Sobre a paixão

– Cara, vou fazer a besteira do século!
– Como assim?
– Então, sabe a figura? Então…
– Pô, que foda! Mas aí, qual é o empecilho? Gonorréia? Pai justiceiro? Cadeia?
– Nada, antes fosse isso, os três juntos até. O problema é que ela vai se apaixonar…
– Ah, mas isso é problema dela!
– Hahahahahaha, porra, criei um monstro!
– Isso porque eu nem te dei minha primeira resposta.
– Que era?
– Seu pau na bunda dela, ora!
– Hahahahaha, cacete, cadê aquele cara de bom coração, aquele que se preocupava com tudo e com todos, que achava sacanagem qualquer pessoa foder com a vida de qualquer mulher?
– Aquele cara? Sei lá, deve ter ido dar a bunda, aquele veado!

Porque gente apaixonada merece se foder com requintes de crueldade. E acreditem, esse tipo de gente gosta. E muito.

Anúncios

Um pensamento sobre “Sobre a paixão

  1. Zara Napoli disse:

    Me parece familiar e semi-real. Como minhas fofocas.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: