A Barbie e o Capitão América não existem

A minha família pode ser dividida em uma parte rica e uma parte classe média baixa. Porque, ao menos enquanto a inflação só ameaça voltar, não passamos fome. Vamos aguardar para ver.

Pois bem, a parte rica teve festa ontem, aniversário de quatro anos da minha sobrinha. Ao todo, tenho sete sobrinhos, o que me dá ainda mais a alcunha de solteirão. E lá foram todos para a festa, com direito a chopp, salgadinhos e as gostosas que trabalham no buffet. Esse ano foi caprichado, vale dizer, e não me refiro aos comes e bebes. Se bem que se eu não fosse tão fracassado, poderia me referir aos “comes”. Me chamem de chauvinista, eu mereço.

Daí que na hora do parabéns rolou uma superprodução. Todos os convivas abriram espaço para que meu irmão, minha cunhada e a pequena que aniversariava passassem pelo canyon humano formado no salão, seguidos de uma salva de palmas. Em seguida, foi anunciada uma “surpresa” para a pequena aniversariante. Barbie, em pessoa, estaria lá para dar os parabéns.

Ok, vamos dar uma idéia disso: seria como se o Jaspion, o Vader, o Indiana Jones viesse dar os parabéns para este que vos escreve, quando ainda infante. Se bem que, sei lá, acho que até hoje tal cena me emocionaria e seria motivo de sair contando para todo mundo:

– Caraleo véio, o Jaspion, fucking Jaspion, me deu os parabéns no meu aniversário!

E veio a Barbie. Uma moça do buffet, com vestido de boneca, cumprimentava os convidados enquanto se encaminhava em direção a pequena aniversariante. Um daqueles momentos únicos da infância que seria destroçado por um primo, o Derick.

[pausa para explicação importante]

Minha irmã teve um surto de originalidade digno do Tolkien. Quando ficou grávida do primeiro filho, resolveu nomeá-lo David Willian. Ok, um nome até normal. Daí veio o segundo rebento e ela, com vontade de ter sua própria Terra Média, registrou-o como Dennis Wiverson. O terceiro chegou e, ator da cena de filha da putice de ontem, chamado foi de Derick Wislan. Viram o padrão? DW? Eu, no auge da minha inocência, duvidando da capacidade de criação da minha irmã, certo dia indaguei:

– Aí, você não pode mais ter filho, né?
– Por que? – perguntou ela.
– Porque não existe mais nenhum nome com DW.
– Claro que existe!
– Qual?
– Denzel Washington!

Ia ser do caralho ser tio do Denzel, assumo.

[fim da pausa para explicação importante]

Onde estava? Ah sim, no Derick, o Flagelo do Buffet, o Átila das festas infantis. Lá veio a moça, vestida de Barbie, vestidinho e tal. Só que ela tinha uma única diferença em relação a boneca mundialmente famosa, notada pelo Derick e que ecoou no salão:

– AEEEEEEEEEEEEEEEEEEEE, A BARBIE É LOIRA!

O fato da menina ser morena e não ter tempo de pintar o cabelo é mera formalidade para um ato de filha da putismo. Porque para se destruir um sonho, você tem que ter timing, oportunidade e embasamento. E o moleque estava com os três afiados ontem.

Anúncios

10 pensamentos sobre “A Barbie e o Capitão América não existem

  1. Marcus disse:

    Huahauhauahauhauahau!

    Heheheheheheheh…

  2. Marcia disse:

    O Derick vai ser responsável por anos de terapia da sua sobrinha… =P
    E sua irmã é deveras criativa. Se bem que já vi batizarem um gato de Sauron… Hahahaha

    Bom, melhor batizar um gato de Sauron do quem um filho, né? Se bem que ter um rebento chamado Elrond seria bacana, hahahahahahaha

  3. Adriano disse:

    HAhhaahaha Tenho medo deste seu sobrinho!!

    A hora alguém disser, “Diga amigo e entre”, a porta se abrirá, ele jogará uma torta na cara da pessoa, apontará o dedo e dirá: HÁ HÁ!

    Não bastasse o nome, meu sobrinho tem uma vibe Ivo Holanda. Foda isso! \o/

  4. Silent B disse:

    Sou fã do Derick…. esse tem futuro!

    Hahahahahahahaha, ele é motherfuckerbadass pra caceta.

  5. hahahaha tô chocada!!
    e ótima a história do nome do Derick :P

    O moleque é o Taleban destruindo os Budas no Afeganistão. E pelo menos nome estranho ele já tem… =P

  6. Hahahaha, adorei o Derick, mas não o convidaria para as bodas da minha família que são um evento trash!

    Hahahahahahhaam ele não ia gostar muito também, afinal de contas tem só dez anos. Mas festas de família, em suma, são sempre trashs… =)

  7. Bruno disse:

    Hahahahahaha! Fico imaginando a cara da sua sobrinha e a da “Barbie” também. Puta decepção…

    Nada, é aquele tipo de comentário que foi alto, mas pouca gente ouviu. Meu irmão mesmo só ficou sabendo depois porque eu contei…hahahahahah

  8. Monicake disse:

    O Risadinha é sempre motivo de orgulho!!!

    :P

    Você que ensinou ele a ser bocudinho assim, né? ahahahahahahahha =P

  9. RodOgrO disse:

    Júlio, o moleke tem futuro. Nâo deixe de estimular o raciocínio rápido e feladapowta do garoto, quem sabe um dia ele não se torna até blogueiro?

    Tá, tá… eu sei que não se deve rogar praga… hahahah

    Pelo menos uma dádiva de ele ir mal na escola: nunca vai ter blog. Se bem que eu era um péssimo aluno também… =P

  10. Sabine disse:

    O Derick é um pavor! =O
    E se sua irmã fosse nerd corria o risco de você ter um sobrinho chamado DreamWeaver. Respire aliviado.
    ;P

    Hahahahahahahhaa, é vero! E ainda bem que minha irmã não nomeia os furações, não é? Imagina só a CNN informando que o “Decicleiton Watson destroçou a Flórida”… =P

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: