Amigo é coisa pra se lutar

O Roberto Carlos diz querer um milhão de amigos. Eu até gostaria, desde que cada um me desse um real. Mesmo porque um milhão de followers no Twitter seria difícil de dar conta.

Mas não é reclamação, estou feliz a beça com os que tenho. Pessoas que me fazem rir, que me levam para lugares legais e que gostam de algumas coisas das quais eu gosto. Menos o Eric, porque ele é um velho de 70 anos preso no corpo de um senhor de 35. Isso, um Zander piorado.

E entre esses amigos está a Lelê. Conheci a figura na faculdade, quando sofria por causa de uma mulher e precisava de alguém mais macho do que eu para dar aquele conselho sábio:

– Porra Júlio, essa mulher não vale o cocô do cavalo do bandido!

E depois disso ficamos amigos, mas amigos mesmo. Daqueles que sabem os segredos mais sórdidos um do outro. Eu rezo todos os dias para que a Lelê não escreva em um lugar público que eu tenho medo da velha morta que mora em uma casa na Pompéia, por exemplo. Droga, contei!

E ontem eu vi que conheci a Lelê tarde demais. Porque se nos conhecessemos sei lá, nos tempos de escola, eu seria um cara muito melhor hoje. Mas muito mesmo. Pois agora ela é faixa amarela no kung fu. Tenho certeza que ela já anda no teto.

Dança da motinha, as popozuda (hahahahaha!) perde a linha!

E eu seria melhor porque, confesso, era zoado por todos na escola. Ok, nem preciso confessar uma coisa dessas. Está na minha cara de chefe do Edward Norton no filme Clube da Luta que eu era aloprado pelos valentões e, vez ou outra, pela turma dos nerds. Eu era o outsider do mundo outsider.

Júlio (de camisa branca) e o famoso olhar por cima dos óculos que antecede uma porrada. Que ele vai tomar.

Mas enfim, de tanto apanhar, acabei criando 27 blogs e tendo essa vida de nerd que eu tenho. Eu descontava a frustração de não bater em ninguém no Final Fight. E até nisso falhava miseravelmente não passando daquela maldita fase da praia. Jogo filho da puta! Mas uma coisa é fato, com o Ruy não tinha Here comes a new challenger que durasse muito. Agora, se eu conhecesse a Lelê nos tempos da escola, o quiprocó seria mais ou menos assim:

– Ae trouxa, passa a lancheira!
– Mas eu não tenho lancheira…
– Então dá o dinheiro do lanche!
– Mas eu não tenho dinheiro do lanche…
– Então vai apanhar pra deixar de ser fodido!

Daí a Lelê surgiria com o bloqueio da garça e os valentões seriam empilhados aos montes no páteo da escola. Porque ela faz a posição do cavalo e quem faz o cavalo tem o poder.

Vou arrumar uma briga agora e chamá-la para me defender. Aliás, tá lendo esse texto por que? Hein? Hein? Vai encarar? Eu tenho uma amiga faixa amarela, otário!

*Homenagem mal escrita à Lelê pela faixa amarela no kung fu. Que venham todas as outras. Menos a verde.

Anúncios

6 pensamentos sobre “Amigo é coisa pra se lutar

  1. Leonor disse:

    Valeu por fazer parte disso também, ok? E cuidado, porque se antes eu já batia forte, agora é que eu lhe parto a cara!

    Hahahahahahha, ontem você sentiu o poder da máquina fotográfica… =P

  2. Silent B disse:

    A verde sim!

    Eu treinava judô, sr. Chefe-do-Hulk-quando-tá-frango! Serve?

    Hahahahahahahaha, opa, mais um pra me defender na quebrada! \o/

  3. RodOgrO disse:

    hahahahahahah

    Ótemaaaa! Júlio, mas com sua poderosa jaca não dava para se defender pelo menos um pouco?? Ô rapá…! rsssss

    Cara, eu não posso usar essa arma. É como uma força da Natureza, sabe? O dia em que eu quiser acabar com a raça humana, aí sim não preciso de ajuda

  4. Monicake disse:

    Se tivesse faixa rosa eu faria Kung-Fu tb :P
    E “as popozuda” da música é pra vc, né? hehehehe
    Manda a Lelê vir aqui no rio me bater, manda, manda?
    Duvido!!!
    *se esconde atrás da Manu*

    Hahahahahahahahaha, mas depois do Kung fu Panda eu tenho certeza que você começa tão nobre arte. Sem contar que, veja só, tem uma porrada de japas… =P

  5. Marcia disse:

    Essa foto do Clube da Luta foi a melhor do mês! \o/
    E parabéns a Lelê, já que treinar artes marciais requer muita disciplina *de alguém que parou na faixa azul de Judô e treinou só um mês de Aikidô*

    Hahahahahahahaha, mentira que você já lutou tudo isso! Nunca mais ousarei te xingar quando você me mostra jogos do DS… =P

  6. Monicake disse:

    vc ignorou q eu te chamei de popozudo!
    hahahahaha
    vim aqui só pra chamar de novo :P

    Hahahahahahah, não tem como ignorar algo quase do tamanho da minha cabeça… =P

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: