Tempos verbais

Eu queria um DeLorean – não uma máquina do tempo qualquer, mas um DeLorean – para ir ao futuro ver como as coisas estarão daqui há 30 anos.

Não o todo, o mundo e que tais. Talvez me decepcionasse saber que muita coisa não mudou, que a cabeça congelada da Björk (Futurama sim, com orgulho) continua cantando aquelas músicas xaropes e botando medo em toda a humanidade. Ok, daria uma espiada no Corinthians, só para ver se a tão sonhada Libertadores finalmente fora conquistada.

E queria mesmo era ver se, 30 anos depois, ela ainda estaria por aqui. Porque se aos 26 eu já sou isso – chato, prevísivel, repetitivo – imagina aos 56 anos. Eu continuarei chato, prevísivel, repetitivo e, fodeu, com mais tempo para exercitar essas virtudes? Não bastasse tudo isso, estarei mais careca e mais barrigudo! Se eu ao menos fosse engraçado igual ao George Constanza.

Se bem que eu poderia corrigir alguns erros do passado. Mas o Doc Brown já avisou que isso alteraria a linha do tempo e, assim sendo, eu foderia ainda mais as coisas, chegando do ponto de estragar tudo e não conhecê-la. Chuck Berry não pode faltar no baile, nunca.

Melhor mesmo é deixar o tempo levar as coisas. Nada de viagens no tempo, seja para o futuro ou para o passado. O lance mesmo é conjugar o verbo no presente, almejando o futuro mais que perfeito e recordando o pretérito no painel do DeLorean.

Porque eu continuo querendo um DeLorean. Mesmo que ele não viaje no tempo e não venha com capacitor de fluxo.

Anúncios

10 pensamentos sobre “Tempos verbais

  1. Eli Mafra disse:

    Ounnnnnn
    =P

  2. Junior disse:

    Ah, vá dar a bunda!

  3. Lara disse:

    1- Piork? Sabia q eu não tinha ido com a sua cara por a caso! Eita mulher chata!

    2 – eu tb queria um DeLorean, mas é bem capaz que fudesse tudo mais ainda.

    3 – a certeza de nos mantermos junto das pessoas é diretamente ligada à capacidade delas de tolerarem nossos defeitos, porque das qualidades é fácil né? Então se esforce pra mostrar TUDO agora! hahahahaha

    bejos

  4. Beijomeliga disse:

    Se você tiver um DeLorean dia desses, me chama pra dar uma volta?
    :P

  5. disse:

    Se vc arranjar um desses, aproveita e vê pra mim se lançaram uma continuação decente do Chrono Trigger. Em caso positivo, nem precisa ver se eu estou vivo, pois já saberei que fui feliz.

  6. Sol disse:

    Cara, o George Constanza é o fundo do poço!
    Pelamor, não chegue tão fundo…rs

  7. Freud disse:

    Bacana o texto cara, eu tb queria um DeLorean e nem precisa de capacitor… hehehe

    “E se eu fosse o primeiro
    A prever e poder desistir
    do que for dar errado?

    Ahh Ora se nao sou eu quem mais vai decidir
    O que é bom pra mim
    Dispenso a previsao!
    Ahh se o que eu sou é também
    O que eu escolhi ser
    Aceito a condicao!” (O velho e o moço – Los Hermanos)

  8. Marcia disse:

    É melhor mesmo curtir o presente, mas olhando sempre pra frente. E aprender com o que aconteceu lá atrás.
    Sei bem como é =P

  9. Wendel disse:

    Eu também queria ter um DeLorean, mesmo sem Capacitor de Fluxo e Mr. Fusion… Pena que só tem uns 2000 deles no mundo -_-

    (sim, só agora estou lendo posts no gReader)

  10. Beijomeliga disse:

    Um ano e meio depois. E quem não está mais aqui é você :(

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: