A política é como um frango: a Marta tem problemas para comer e o Kassab queria que ainda fosse pinto

Fosse anos antes, eu estaria cantando “Puta que o pariu, cadê o FMI, ninguém sabe, ninguém viu, SUMIU!” para a crise americana. Vestido, claro, com a minha blusa com capuz da União Soviética, um mix Lênin encontra mano Brown e juntos eles fazem um rap. Vamos a ele:

Tudo no esquema, ponta firme. Stálin tá com o dedo nervoso,
Se liga czar, se liga na fita. Sua hora vai chegar, não descrimina,
se liga burguesia, que o bagulho tá osso,
os banco tão quebrando, tudo no nome do povo.

Fita nervosa, crise sistemática,
o sistema se fode e eu dô risada,
dólar lá no alto, Bovespa caindo,
nossa hora vai chegar, segura o comunismo.

Um dois, mano, nem me viu, já sumi na Sibéria!

Os anos passaram e eu não evolui. Abandonei de vez aquele pseudo-socialismo e o pseudo conhecimento em política para me dedicar ao mundo do videogame e da literatura. Falhei nos dois pois continuo esccrevendo mal e não consigo passar de uma parte do Castlevania – Dawn of sorrow. Crise americana. Crise americana uma ova! Quero ver a Casa Branca me ajudar com o maldito puzzle no castelo. Chupa essa manga, Lehman B’roz!

Porém, não posso me furtar de comentar sobre o duelo de titãs para a prefeitura de São Paulo. Porque, antes de política de afins, trata-se de um duelo de vozes. Um duelo onde o eleitor vai se foder de verde e amarelo porque não entenderá nada do que os dois candidatos dizem. Humberto Gessinger tinha razão: nós prestamos atenção no que eles dizem mas eles são tão confusos quanto a América Central [/poutpourri].

Explico: como diabos entederemos o que Marta e Kassab querem fazer por Sampa se a primeira escorrega no Corega [/poesiaminimalista] e o segundo fala com três bolovos na boca. Até hoje, quando a Marta fala superávit, eu fico com a cabeça confusa. Afinal de contas, “Fiuperávit” vem a ser o quê? Um assovio novo da torcida do Corinthians? “Fiu, fiu, fiuperávit, Timão, Timão!”?

E o Kassab, com a língua atada ao cu, com aquele negócio de falar cuspindo, dizendo que “ors parrrlista devjem acledirrtar numa adminitgação” e tal. Fico pensando naqueles pobres diabos, senhorinhos e senhorinhas aposentados privados do bingo, que comparecem aos debates pensando se tratar de um Jânio contra Montoro. Não há guarda-chuva que resista à sinfonia de perdigotos e dentaduras. Na terra da garoa, chove nos debates.

E independente de quem ganhar, uma coisa é certa: eles vão chover no molhado.

PS para mim: Não tinha um final menos sem vergonha, Júlio César?
Resposta do PS para mim: Não, não tinha.

Anúncios

2 pensamentos sobre “A política é como um frango: a Marta tem problemas para comer e o Kassab queria que ainda fosse pinto

  1. Junior disse:

    éééééé, ééééé, éééééé, vc tem certeza que não é melhor esperar uns dois meses antes de voltar a postar? :-P

  2. Bia disse:

    hushsuhsushsushus… adorei o ps para mim… :D

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: