Top cinco melhores clipes de quem não sabe nada de clipes

Vocês sabem, sejam pelos textos daqui ou pelas idas ao karaokê, que eu tenho um gosto musical para lá de questionável. Ao mesmo tempo em que acho Ode à alegria do caraleo, eu escuto Bon Jovi fazendo o backing do Richie Sambora. Gostar de música não é necessariamente gostar de música boa e eu tenho outros problemas piores como ter parado nos anos oitenta, por exemplo.

Enfim, além da música em si eu acho foda quem faz um videoclipe bem feito. Não digo só bem feito tecnicamente: se ele for engraçado já vale para figurar na minha lista dos mais legais. Talvez o essencial seja combinar com o que a música diz. Anota o recado Creed, pois nunca entendi o que diabos um cara salvando a si mesmo de um alagamento, enquanto crianças jogam beisebol em meio ao dilúvio, tem a ver com My sacrifice. Sacríficio é ver o vídeo, é certo.

Enrolações à parte, é hora do top cinco melhores videoclipes de um cara que não entende nada de música.

Green Jelly – Three little pigs

A história do Lobo Mau e dos Três Porquinhos em versão pesada, com a particiapação do Rambo e um dos Porquinhos fumando maconha. I rest my case.

Pearl Jam – Do the evolution

Desenhos do Todd McFarlane, roteiro sensacional e uma música fodaralhaça. Superou Jeremy, que entraria nessa lista fácil, porque tem o timing perfeito entre letra e vídeo.

Michael Jackson – Thriller

Um clipe de 17 minutos faz vocês pensar “por que diabos eu vou assistir aflauta maldita do Jethro Tull”. Mas aí vem um pocket filme de terror, com uma coreografia que te faz ter vontade de se vestir de zumbi e sair dançando onde quer qe estaja. Sendo acompanhado pelas pessoas a sua volta, até virar um lobisomem. Thriller é revolucionário. Devíamos ter camisetas dele e não do Che sendo usadas à exaustão.

Hot for teacher – Van Halen

Waldo é nerd e embarca no primeiro dia da escola. Ao chegar na sala encontra “mini Van Halens” (o Michael Anthony usou o filho dele, só pode!) e professoras que tiram a roupa e dançam na sala de biquini. Tudo isso com a guitarra de Eddie e o vocal de David Lee Roth, uma das tias velhas mais legais do roque.

Sacrifice – Motorheäd

“PUTA QUE ME PARIU”, pensei quando vi Sacrifice pela primeira vez. Além de ser uma música do Motorhëad, o que já vale a espiada apesar da cara macabra de Lemmy Kilmister, ele tem cenas do caraleo da Segunda Guerra e tem uma dançarina vestida de enfermeira! São tantas cenas clássicas, como a do beijo de sangue entre as verrugas – que mais parecem vulcões – do Lemmy, ou ele com a caveira mais mal feita da história da televisão no colo, que você tem vontade de acionar o repeat paa todo o sempre. Mas o melhor é a hora em que a enfermeira é encoxada pelo guitarista. Tosco, trash e fantástico. Sem contar o cenário, que é simplesmente uma grande merda mal feita. Brilhante!

Menção honrosa: Smack my bitch up – The Prodigy

Uma noite alucinante em inferninhos. Em primeira pessoa.

Anúncios

2 pensamentos sobre “Top cinco melhores clipes de quem não sabe nada de clipes

  1. Junior disse:

    Pô, faltou Aces High do Maiden…

  2. Beijomeliga disse:

    Ah, o final do clipe do prodigy é o melhor. E até que você tem bom gosto, quando se trata de clipes. De música, já não sei se posso falar o mesmo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: