Cinco músicas que para os momentos os quais você descobre que a crise não é mais uma marola

“Seria mais fácil você comprar uma arma”, pode dizer alguém sobre o top cinco músicas para fossa. Porque a verdade é que você prefere tomar um tiro a confessar que escutaria as cinco músicas sugeridas aqui para o momento “tomei uma bota bonita, a ponto de compor tal e qual o Bon Jovi”.

Só que para quê gastar com balas quando você pode simplesmente ferir seus ouvidos? Sabe aquela história, é melhor ser torturado com queimaduras feitas por um cigarro acesso do que cair na mão de cinco mil corinthianos catando pórópópó enquanto você está vestido com uma camisa do Palmeiras. Pois bem, você pode muito bem baixar essas desgraças citadas abaixo, escutar, melhorar do seu momento “quero morrer afogado em lágrimas” e voltar a escutar Days of revenge, do Ramallah.

Sem mais delongas, cinco músicas desgraçadas para o fim do coito nosso de cada dia.

5 – I stand by you, The Pretenders

Nem parece coisa do Pretenders. É como se alguém do Def Leppard tivesse chegado em uma gravação da banda e hipnotizado todos os integrantes. É farofa, tem piano e o escambau. Só falta vir com uma dose de uísque de lambuja. Serve para quando você diz que as coisas do passado devem ficar no passado e que uma nova vida pode ser construída. Enquanto você manda esse discurso meio Obama, a música toca ao fundo. Daí a outra pessoa diz “não”, mas ok, você já teve seu momento Sabesp – a vida tratada com respeito mas nem tanto.

4 – Girl i’m gonna miss you, Milli Vanili

“It’s a tragedy for me to see, the dream is over”. Nessa hora você está escorregando as costas na porta, enquanto a pessoa amada foi e não vai voltar nem com simpatia por email. Não bastasse a música ser de fossa, envolve ainda a tragédia do Milli Vanili ser mais falso que CD na Santa Efigênia. Você desmorona com trilha sonora fake lamentando um relacionamento que também foi fake. Sublime.

3 – Espumas ao vento, Raimundo Fagner

Sente o drama: você tomou aquele chute do Branco na bunda e não sabe mais o que fazer da vida. Daí começam os planos mirabolantes para ter a pessoa amada de volta. Seus amigos dizem que você é fodão, que a pessoa é uma ameba e por aí vai. Daí você procura um esquema O Segredo para se convencer disso e não acha. Tenta pensar que é o motherfucker mais esperto do pedaço e se fode. O que lhe resta fazer em uma hora dessas? Pagar de William Walace e gritar “Freeeeeeeeedom” ou se rebaixar à Inglaterra? Óbvio que você vai ficar de quatro para a Rainha, não sem antes entoar os seguintes versos:

Sei que errei tô aqui pra te pedir perdão
Cabeça doida, coração na mão
Desejo pegando fogo

E sem saber direito a hora e o que fazer
Eu não encontro uma palavra para te dizer
Ah! se eu fosse você eu voltava pra mim de novo

E uma coisa fique certa, amor
A porta vai estar sempre aberta, amor
O meu olhar vai dar uma festa, amor
Na hora que você chegar

Raimundo Fagner se rebaixa mais que o Corinthians em campeonato brasileiro. Igual a você.

2 – Bed of Roses, Bon Jovi

Jon Bon Jovi tem duas contribuições para a música. A primeira, claro, são os vocais de apoio do Richie Sambora. Porque você pode ficar bêbaço e chamar seu amigo para fazer aquele “Wantee-ed” no karaokê. Amizade além do coma alcoólico.

A segunda contribuição são as letras farofas. Porque não há dor de amor sem Jon Bon Jovi. Você pode falar o que for, mas no fundo, bem lá no fundo mesmo, você só tem uma coisa a dizer quando está na fossa, e essa coisa é:

“I wanna lay you down on a bed of roses, for tonight I sleep on a beed of nails”.

Se liga na força da coisa. Você dá um toque de que um revival está aí, e você vai conduzir a coisa da melhor forma possível. Ao mesmo tempo, demonstra compaixão, dizendo de volta que a vida está uma merda. Se ela não aceitar, é uma vaca insensível. Se der bola, tá de olho na cama de rosas.

Eu sei, “bed of roses” tem um quê veadão. Mas é o Bon Jovi, você queria o que?

1 – Total eclipse of the heart, Bonnie Tyler

And I need you now tonight
And I need you more than ever
And if you’d only hold me tight
We’ll be holding on forever

Você assumiu de vez sua depedência química e precisa se tratar da fossa, naquele estado onde nem a Higitec é capaz de te ajudar. É o fundo do poço, e você e Bonnie Tyler estão cavando como se não houvesse mais fim. Se fode aí.

* Este é um viral, um flashmob, uma fossa coletiva onde participam a Imperatriz, o João Pedro, a Adriana, o Denis, a Sy Ferrari, a Ladyrasta, a Andrea e o Nilson. Quem mais quiser dar aquela chafurdada na lama, fique a vontade.

Anúncios

11 pensamentos sobre “Cinco músicas que para os momentos os quais você descobre que a crise não é mais uma marola

  1. atruculenta disse:

    Adorei a lista! Vou fazer a minha! hahaha

    bjão

  2. Beijomeliga disse:

    Milli Vanilli? Ninguém fica na fossa com eles, é piada demais.
    E trata de ser bonzinho, senão, olha o que te aguarda no mp3 player, hahahahaha…

    \o/\o/

  3. Denis disse:

    “Porque não há dor de amor sem Jon Bon Jovi” – alguem faça a camiseta já! ahahahhahah

  4. RodOgrO disse:

    hahahah

    Caraca, até na fossa você é trash! \o/

  5. […] Primeiro post aqui no novo endereço ponto-com-ponto-be-érre do Music Pills é dedicada à fossa, tema tratado tão largamente no mundo musical – e explicado muito bem ali no Topismos – hoje tema não só pra mim mas também de outros blogueiros-fosseiros (confira os posts nos respectivos blogs de @deniscp, @syferrari, @ladyrasta, @joaopedroramos, @nilsonjr, @adriiana e @oimperador). […]

  6. Lela disse:

    Eu quis dar pra Bonnie Tyler no meu último All Star na bunda! Mas nada supera “Fake Plastic Trees” do Radiohead. É ouvir pra, daí sim, querer comprar uma arma…

  7. […] blog inteiro, vale a pena! ): @deniscp, @joaopedroramos, @andreahiranaka, @adriiiana, @syferrari, @oimperador e há quem diga que a @subversiva e a @ladyrasta vão entrar […]

  8. nilsonjr disse:

    hauhauahuahu Assim que eu parar de rir eu comento!!! =)

    Juro que qdo eu tiver na fossa vou reler esse post. De duas, uma: ou eu dou a mão pra Bonnie Tyler e vamos ao centro do mundo, ou me acabo de rir de novo!

    O mais engraçaralho de todos.

  9. Cintia disse:

    Muito bom! Mas posso fazer um acréscimo? O Bryan Adams (acho que é assim que escreve o nome do cara) ficou fora da lista, mas ”
    Eeverething I do, I do it for you” é bem fossa, e fossa profunda.

  10. Myrion disse:

    Caraca, espumas ao vento é de fazer chorar. Espero que vc não precise usar suas top 5 viu?
    beijos

  11. João disse:

    “Total Eclipse Of The Heart” eu tinha citado nas primeiras discussões sobre esse Top 5, junto com “Nothing Compares 2 U”, que ninguém usou…

    Bacana esses Top 5! Se juntarmos todos, dá pra fazer uma festa de cortar os pulsos!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: