O ano da morte dos tomates, por José Saramago

Estavam a atravessar a rua, os dois tomates, visto que dos desígnios do destino somos todos vítimas, não tomando conhecimento das ações ou a reações aos nossos atos, somos apenas bonecos a mercê de um títere superior, mas disso todos sabemos por conta de nossas vidas, e ao atravessar a rua os dois tomates avistaram aquilo que seria uma ação do destino e encontraram-se sem reação, quis assim deus ou algo maior, uma entidade superior que zela por todos os tomates, sejam eles de feira ou de plantações, tomates para consumo ou apenas para acalentar a vontade de alguém por cuidar de uma vida, pois sim, os tomates têm vida, independente de qual dogma religioso ou científico estamos a debater. Disse um dos tomates, Você está a ver o carro vindo, e a seguir um som mortal, de algo sendo esmagado pela roda da vida, foi escutado pelo outro tomate, em verdade a roda da vida estava a conduzir um Volkswagen de ano desconhecido dirigido por alguém que nasceu certamente antes daquele veículo, ao que o outro tomate completamente desinteressado com o que acabara de acontecer pergunta ao seu finado amigo tomate, Qual carro?, sendo ele também atingido pela roda do infortúnio, naquele instante representada pelo Volks de ano desconhecido dirigido pelo rapaz a quem eles nunca viram nem a feira e muito menos em plantações.

Anúncios

2 pensamentos sobre “O ano da morte dos tomates, por José Saramago

  1. Assim os pobres tomates não puderam cumprir sua missão, que seria de alimentar uma espécie mais evoluída que a sua.

  2. Catharine disse:

    Seria trágico se não fosse cômico.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: