Candango e rodando

Lembram quando o Renato Russo disse que João de Santo Cristo tinha ficado bestificado com a cidade. O mala não falava das luzes de Natal, mesmo citando isso na música. Aposto que João foi atravessar a rua e, assim como eu, ficou chocado quando viu que os motoristas PARARAM para que ele pudesse passar.

Aqui em Brasília é assim. O pedestre chega perto da faixa e o motorista já reduz para que ele possa chegar ao outro lado. E isso não é uma ou duas vezes por dia não. Se você ficar indo de um lado para o outro de uma avenida (vejam, não é uma rua, é uma avenida), o motorista brasileiro (em terra de Lula, lulamos) continua parado esperando que você se decida se vai ou se fica. Igual ao Roda Roda do Silvio Santos.

Imagine se você faz a bobagem de confiar no motorista na Faria Lima? Com o farol fechado para ele? Ia ver o Renato Russo mais cedo, certeza.

Brasília é a cidade mesa de funcionário virginiano. É tudo organizado por setores aqui. Passei por dois: o Administrativo, onde ficam os órgãos administrativos da nação, e o Hoteleiro, onde ficam os hotéis da nação. O cara já é organizado, você também não vai querer que ele seja original. Os prédios são como caixas – deve ser a verve comuna do Niemeyer, aqui tem a maior cara de Alemanha Oriental – e as quadras são maiores do que ego de blogueiro profissional. Deve ser por isso que se chama setor, olha eu na burrice.

Mas, apesar de toda a cagação de regra do arquiteto do comunismo com seus desenhos de criança autista do 3° C, não posso negar que a visão da Esplanada dos Ministérios e do Senado e Câmara a noite é fantástica. Pena o taxista ter me alertado que é perigoso andar por ali no horário. Eu até ia arriscar, mas vai que algum senador me bate a carteira. Ia até o Alvorada dar um alô, mas o Lulão mora mal e longe.

O que preciso mesmo por aqui é de um violão para conversar com os brasileiros. Aqui as pessoas não falam, elas cantam.

Anúncios

4 pensamentos sobre “Candango e rodando

  1. Camarada, pode andar na esplanada na hora que vc quiser. O taxista viajou bonito. Talvez seja perigoso andar no congresso, mas isso é outra história.

  2. Sol disse:

    Vc tá aqui em Brasília e não veio me visitar!?!?!! MAGOEI!

  3. Alfinete disse:

    humm

    cara, brasilia está incrustada dentro do estado de góias!
    não seja louco de andar com um violão por essas bandas. algum corno vai te assaltar e você vai dar origem a mais uma dupla sertaneja.

  4. Klein disse:

    O que eu acho mais bizarro de Brasília é que por mais prédios que se coloque naquele lugar, a gente continua sabendo que está em um planalto: tem um lance meio desolador… tudo parece que está longe e que a vista não alcança.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: