A maldição do Maestro Zezinho

Acordou igual a todos os dias. Não tinha cara de doente, de amaldiçoado, do diabo que fosse. Um pouco de sono talvez, mas era uma quarta e isso era normal no meio da semana.

Deu sinal pro táxi, o carro parou.

– Pra onde, chefia?
– Vou pra Porto Alegre, tchau!

Porto Alegre seria um pedido normal no Rio Grande so Sul. Não em São Paulo.

– Porto Alegre? Que merda de brincadeira é essa?
– Brincadeira de criança, como é bom!

Desceu do táxi envergonhado e resolveu ir andando. Não conseguia imaginar por que diabos dera respostas baseadas em músicas que conhecia. Músicas ruins, ainda por cima. Parou na padaria para um café.

– Pois não?

O pedido saiu alto, em tom apocalíptico:

– LEVAAAAAANTA, ME SERVE UM CAFÉ, QUE O MUNDO ACABOOOOU!

Conseguiu o café, mas levou para viagem. No escritório, ignorou todo e qualquer ser vivo. Descobriu, resignado, que teria reunião. Partiu para sala disposto a sair como saira de todas as reuniões: calado.

– E estes gráficos mostram que o crescimento previsto é de 47% ao ano.
– NA-DA MAL!

Todos viraram as cabeças para o cover do Terrasamba, incrédulos. Fingiu que o celular vibrou e correu para o banheiro. Encontrou o Alfredo lavando as mãos:

– Mário! Segui seu conselho e comprei umas ações da Petrobras! E você, onde anda apostando a grana?
– Investi tudo naquele olhar.

Correu para a cabine e lá ficou por meia hora, tempo suficiente para ir almoçar sem que ninguém fosse junto.

No restaurante, teve outro diálogo surreal, desta vez com o garçom:

– O senhor deseja ver o cardápio?
– Ok, você venceu. BA-TA-TA FRI-TA.

Puto da vida, comeu batata desejando filé. Terminou o almoço preocupado. Ligou para o chefe e avisou que teria de resolver um problema pessoal.

– Os anjos levaram minha mãe pelas mãos.
– Pô, que triste e que bonito isso, Mário. Se alguém te ligar, o que a Marli tem que dizer?
– Diz que fui pra nova York ou pra Bagdá.

Desligou rapidamente, receoso de falar, ou melhor, cantar qualquer outra merda. Em casa, a mulher estranhou:

– Já voltou do trabalho?
– Eu voltei, agora pra ficar.
– Como assim, perdeu o emprego? Dançou?
– Eu não sei dançar tão devagar…
– Mário, desculpa, mas eu não te entendo.

Pegou um pedaço de papel e uma caneta. A mulher ficou ainda mais confusa com o que leu.

– Por que diabos você escreveu um trecho de “Sossego”? Mário, você tá doente?
– Doente de amor, procurei remédio na vida noturna.
– O quê?
– Não é nada disso que você está pensando!
– O que é então?
– É da bicicleta que estou falando.
– Seu… seu… seu…
– Minha, toda minha!

Em vinte minutos, a mulher estava de malas prontas, na porta, esperando uma explicação.

– Então, você não vai falar nada? Não vai me impedir?
– Não se vá, não me abandone por favor, pois sem você vou ficar louco.
– Vá se foder, Mário!

Acordou esbaforido, tateando a cama em busca da mulher ou do cigarro, o que viesse primeiro. Encontrou a esposa, respirou fundo e alcançou o maço na cabeceira. Sorriu ao lembrar do pesadelo e riu alto por não conseguir usar uma linha sequer do Engenheiros do Havaii. “Se ao menos eu fosse pedreiro”, pensou, “poderia haver um Muro de Berlim dentro de mim”.

Anúncios

5 pensamentos sobre “A maldição do Maestro Zezinho

  1. ladybug disse:

    jukebox from hell, meu amigo!

  2. […] descaradamente daqui. Espero que o imperador não mande decapitar minha cabeça por […]

  3. […] This post was mentioned on Twitter by Marianna. Marianna said: Vou fazer isso um dia, só pra testar: http://bit.ly/a67sGQ […]

  4. Ana disse:

    Santa criatividade, Batman!!!!!
    beijo

  5. Paulo Bono disse:

    De fuder, impera.

    E eu até gosto da banda, mas valeu também a piada com os engenheiros.

    abraço

    * Ainda existe seu blog sobre futebol/copa ? Manda o link.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: