#trollagemdobem

Dona Helena chegou do Nordeste com uma mão na frente e a outra segurando o corrimão da escada, admirando com um misto de pavor e curiosidade aquele monstro que era a escada rolante. Não sabia ler nem escrever. Fugira do pai, que amarrava seu pé na mesa para que ela não fosse à escola “escrever carta para namorado”. Desceu não sei onde, porque ela nunca me contou.

O pouco que sei, vi com esses olhos: grande parte da vida esfregando chão para os outros. Fazendo e servindo café com um moleque na barra da saia, que estava mais lá para atrapalhar do que ajudar. Deve ser daí que veio meu fascínio pela máquina de escrever: eu passava horas no escritório olhando aquilo como se fosse a maior invenção do mundo. Antes de mim, Dona Helena tinha sustentado três filhos com o salário de doméstica, sem conseguir ler sequer o nome do ônibus que deveria tomar para ir trabalhar. Já no final da carreira, as dores nas costas eram tão intensas que ela já não se dava mais ao luxo de chorar de dor e tudo que queria era dar com a cabeça na parede para acabar com aquilo. Eram os, sei lá, vinte anos andando como um corcunda pedindo a conta.

Eu peguei a parte fácil, quando meus irmãos eram grandes e ajudavam nos gastos. Dos quatro filhos de Dona Helena, dois se formaram em universidades e eu meio que me formei. Até hoje ela não sabe discar os números do telefone ou assinar o próprio nome. Deve ter a lembrança das palavras do pai cruas como ferida recente na memória. Mesmo assim, veio até aqui, dando uma vida fácil para este que vos escreve.

Sem post, sem tuite, sem participar sequer do Pânico. Mas ela pelo menos já apareceu no Fantástico.

Anúncios

12 pensamentos sobre “#trollagemdobem

  1. Ricardo Mello disse:

    Prezado amido Júlio,

    Não sei se sou burro demais, pois reli seu texto algumas vezes para tentar entender.
    A Dona Helena é sua mãe? É isso mesmo?
    Abs.

  2. Gueixa disse:

    Ah Dona Helena..E você deixe de sacanagem com ela viu? Sabe que ela é destemida. Te pega, bota nos joelhos de bunda pra cima e te aplica umas boas palmadas. rsrsrsr
    Parabéns pela homenagem ao Dia dos Pais.
    Parabéns à Dona Helena!
    bj

  3. […] This post was mentioned on Twitter by L. Ricardo N Cobra M, Gabriela Bianco, Juliana Teixeira, Cesar, Rachel Juraski and others. Rachel Juraski said: RT @gabibianco: Melhor texto sobre trollagem de hoje: http://bit.ly/9lba5Y, cortesia do troll @oimperador. […]

  4. Antoniel Andrade disse:

    Parabéns Júlio

    Belo texto e uma bela homenagem pra dona Helena.

    Abs

  5. Lelê disse:

    Ah, que lindeza de texto. Amei!

  6. Bem disse Lelê. Amei! =) #guei

  7. Carol disse:

    Chorei.
    Papai estudou até o quarto ano primário e tem trauma porque a professora batia nele.
    Mamãe estudou até o quarto ano primário também, mas Vovô dava revistas escondido pra ela, que lia e não parava nunca mais.
    Meus pais sempre disseram que a maior herança que eles poderiam deixar é o conhecimento, o caráter e a honra.

  8. […] The busiest day of the year was 9 de agosto with 908 views. The most popular post that day was #trollagemdobem. […]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: